Alertas
525 Imóveis
Terça, 05 Julho 2022
Procurar Imóvel
Férias AlgarveÁrea de Clientes
Prédio Comercial no centro São Salvador Santarém para vender - vista desafogada, terraço, montra
600.000€
thumbPrédio Comercial no centro São Salvador Santarém para vender - vista desafogada, terraço, montra
0
t1t2t3t4t5REF LA-120992443-32200m²  235m²Venda
Descrição Prédio no Centro Histórico de Santarém Prédio em propriedade total localizado na Rua Capelo e Ivens, no centro histórico de Santarém. Prédio de uso misto: comercial e residencial. R/C: Loja com uma ampla montra, espaço de arrumos e casa-de-banho (contacte-me para receber a visita virtual). Pronta a usar. 1.º e 2.º pisos suscetíveis de utilização independente e conversão em habitação. Actualmente usado como espaço de escritórios. 1.º piso com 3 espaços distintos e casa-de-banho. 2.º piso com 4 espaços distintos e casa-de-banho, com acesso a um amplo terraço coberto, com excelente luminosidade e vista desafogada. Fachada do prédio em ótimo estado. A Cidade de Santarém é capital de distrito com o mesmo nome. Santarém é uma cidade muito rica em história e cultura, também conhecida como a Capital do Gótico. Fica a escassos 40 minutos de Lisboa, com todas as infraestruturas (hospitais, escolas, colégios, transportes, comércio e serviços), uma forte componente universitária, e uma gastronomia fantástica. O Centro Histórico de Santarém é constituído por uma agradável teia de ruas, com linhas e cores inesperadas, onde a história parece estar presente a cada esquina, permitindo agradáveis passeios, e com inúmeras lojas de comércio local. Para mais informações contacte-me. Building located at Rua Capelo e Ivens, in the Historic Center of Santarém. Multi-use building: commercial and residential. Ground floor: Store with a large window, storage space and bathroom (contact me to receive the virtual tour). Ready to use. 1st and 2nd floors subject to independent use and conversion into housing. Currently used as office spaces. 1st floor with 3 different spaces and a bathroom. 2nd floor with 4 different spaces and a bathroom, with access to a large covered terrace, with excellent light and open views. Building facade in excellent condition. The City of Santarém is capital of the district with the same name. Santarém is a city very rich in history and culture, also known as the Gothic Capital. It is just 40 minutes from Lisbon, with all the infrastructures (hospitals, schools, colleges, transport, commerce and services), a strong university component, and fantastic cuisine. The Historic Center of Santarém is made up of a pleasant net of streets, with unexpected lines and colors, where history seems to be present at every corner, allowing pleasant walks, and with numerous local shops. For more information contact me.
Prédio Comercial no centro para venda São João Batista Entroncamento - localização central, terraço, excelentes áreas
565.000€
thumbPrédio Comercial no centro para venda São João Batista Entroncamento - localização central, terraço, excelentes áreas
1
t1t2t3t4t5REF PL-NR7065475m²Venda
Prédio com 1 Loja + 3 Apartamentos T3, para Investimento, em Entroncamento Edifício de arquitectura moderna e construção recente, em localização central, junto à Estação Ferroviária do Entroncamento e de toda a conveniência de comércio e serviços, composto por 5 Pisos e 4 Fracções, com Garagem e Arrecadações, 1 Loja Comercial e 3 Apartamentos T3, todos arrendados. Os Apartamentos T3, com excelentes áreas estão equipados com pré-instalação de ar condicionado, pré-instalação de sistema de aquecimento solar, banheira de hidromassagem, porta blindada, janelas com vidros duplos e estores eléctricos termolaminados. Existe projecto pré-aprovado na Câmara Municipal do Entroncamento para transformação de Loja Comercial em Apartamento de habitação. Trata-se de excelente oportunidade de investimento, com possibilidades de gerar uma rentabilidade bastante atractiva para qualquer Investidor ou Aforrador. CARACTERÍSTICAS DO IMÓVEL: Piso -1: Estacionamento (6) + Arrecadações (3) Piso 0: 1 Loja (112m²) com Terraço (74m²) Piso 1: 1 Apartamento T3 (130m²) Piso 2: 1 Apartamento T3 (130m²) Piso 3: 1 Apartamento T3 (130m²) Piso 4: Arrecadações (2) + Terraço Comum ENTRONCAMENTO O Entroncamento é cidade e sede de concelho com 13,8 quilómetros quadrados e 18.174 habitantes (Censos 2001). Localiza-se no Vale do Tejo e pertence à Região Centro, sub-região do Médio Tejo. Situado no centro do Ribatejo, beneficia da sua inserção geoestratégica na região do Vale do Tejo e de boas acessibilidades ferroviárias e rodoviárias. Tem duas freguesias, uma de cada lado da linha férrea que atravessa o concelho. Confina com o concelho da Golegã a sul, com o de Torres Novas a poente e a norte, e com o concelho de Vila Nova da Barquinha a nascente. Dista 7 km de Torres Novas, 19 km de Tomar, 43 km de Santarém e 120 km de Lisboa. Nasceu em meados do séc. XIX, com os alvores da construção ferroviária, e começou por ser uma simples estação de caminhos-de-ferro. Por perto existiam dois lugarejos de poucos habitantes (o Casal das Vaginhas e o Casal das Gouveias), onde se vieram estabelecer os primeiros trabalhadores. Os técnicos eram, na sua maior parte, estrangeiros, a mão-de-obra veio, numa primeira fase, de diversos pontos do país, depois acentuou-se o afluxo de trabalhadores vindos da Beira Baixa e Alentejo. O nome da cidade deriva do entroncamento ferroviário que aqui se formou, com a junção das Linhas do Norte e do Leste, em 1864. Charneira das ligações com o Leste e Beira Baixa, a estação do Entroncamento foi, durante décadas, ponto de paragem obrigatória para quem mudava da linha do Norte para a do Leste e vice-versa, quando o comboio era o meio de transporte mais utilizado. Nesse tempo, muitos viajantes ilustres vindos da Europa pela Linha do Leste, ou fazendo o percurso inverso, almoçaram ou jantaram no restaurante da estação. Nas suas obras literárias, vários escritores se lhe referiram: Hans Christian Andersen, Ramalho Ortigão, Eça de Queiroz, Alberto Pimentel, Luzia (pseudónimo de Luísa de Freitas Lomelino) e Eduardo Meneres. A estação do Entroncamento conheceu figuras da cena política, desde a realeza até ao pós-25 de Abril. Assistiu, em 1915, ao atentado a João Chagas, político e jornalista, que seguia para Lisboa para assumir a direcção de um novo governo, após a ditadura do general Pimenta de Castro. Embora pequena, a povoação nascente pertencia a duas freguesias e a dois concelhos, porque a via-férrea assim determinara: a poente das linhas, situava-se na freguesia de Santiago, concelho de Torres Novas, a nascente da via, o território pertencia à freguesia de Nossa Senhora da Assunção da Atalaia, concelho de Vila Nova da Barquinha. A pequena aldeia foi crescendo, devido ao desenvolvimento dos transportes ferroviários e às respectivas estruturas de apoio aqui construídas – oficinas e escritórios. A instalação de aquartelamentos militares, a partir de 1916, determinada pela situação geográfica e as acessibilidades ferroviárias, aumentou ainda mais a importância estratégica deste lugar em pleno desenvolvimento e, consequentemente, aumentou também a população. Aos ferroviários vieram juntar-se os militares e respectivas famílias. Em 25 de Agosto de 1926 a povoação foi elevada a freguesia, em 1932 a vila e em 24 de Novembro de 1945 foi promovida a concelho. Aos 20 dias do mês de Junho de 1991 o Entroncamento é elevado a cidade. Entre estas datas, o percurso foi de emancipação progressiva dos concelhos a que tinha pertencido, libertando-se, em primeiro lugar, de Torres Novas e depois da Barquinha. Ser, no mesmo século, aldeia, vila e cidade talvez seja um destino pouco comum na história das terras portuguesas. Do pequeno núcleo de operários e respectivas famílias que povoaram esta terra no final do século passado, chegou-se aos anos trinta com mais de 3.000 habitantes, em 1945 eram já 8.000 e esta progressão foi continuando ao longo do tempo. Em Março de 2005, estima-se a população actual em cerca de 18.780 residentes (cálculo efectuado com base no número de eleitores, multiplicado pelo índice 1,2). O aumento populacional e a expansão contínua da área habitada justificaram que, em 2003, fosse criada uma segunda freguesia (Lei 68/2003, de 26 de Agosto). Voltou-se, assim, à situação inicial: uma freguesia a poente da via-férrea (Nossa Senhora de Fátima), a outra a nascente (São João Baptista), mas as duas pertencendo agora ao concelho do Entroncamento. A taxa de crescimento demográfico desta localidade, entre 1981 e 1991, foi de 18,8%, a mais elevada do Médio Tejo, contrariando a tendência geral nesta região para um declínio acentuado da fecundidade e acentuado envelhecimento populacional. De 1991 a 1996, a população aumentou de 14.226 habitantes para 15.500, com uma taxa de crescimento mais baixa do que nos anos anteriores (9%), mas que fez do Entroncamento o concelho do Médio Tejo com maior densidade populacional. O número estimado para a população actual (18.780) não contempla os residentes recenseados noutras localidades nem a população flutuante, dependente de trabalhos temporários. Efectivamente, é tido como certo que o Entroncamento tem mais de 20.000 habitantes. Nos anos quarenta do século XX, o Entroncamento era, depois do Barreiro, o segundo meio operário do país, representando o operariado mais de metade da sua população. A CP dotara a povoação de uma série de estruturas de apoio social, de uma dimensão talvez única a nível nacional, criando bairros para os empregados, uma escola, um armazém de víveres, um dispensário antituberculoso que funcionava como um centro de saúde, e ainda fomentava actividades desportivas. Paralelamente, com a evolução das tecnologias e o desenvolvimento das actividades ferroviárias, ia expandindo a área oficinal e reforçando a formação de pessoal, que teve o seu ponto alto na criação de um centro de formação, hoje designado por FERNAVE, um enorme edifício criado de raiz para estas funções, e que albergou o Instituto Superior de Transportes. A partir dos anos setenta, devido a alterações conjunturais ditadas pela história e pelo passar do tempo, esta situação inverteu-se. Com a gradual substituição da tracção a vapor pelo equipamento diesel e eléctrico e a introdução de novas tecnologias, assistiu-se à diminuição da mão-de-obra e à implementação de novas profissões, surgiram outros centros de interesse e de actividade profissional. Hoje, o Entroncamento ainda tem muitos residentes ligados profissionalmente aos caminhos-de-ferro, mas sem a dimensão do passado. As principais actividades do concelho são agora o comércio e serviços, e indústrias ligadas à construção civil. Dados recentes, do INE, sobre o poder de compra concelhio em 2004, apresentam o Entroncamento como o concelho que evidencia maior poder de compra no distrito de Santarém. Neste novo quadro social e económico, a matriz primeira do Entroncamento não está esquecida. Consciente das suas raízes e da importância do seu complexo ferroviário na história dos caminhos-de-ferro portugueses, a 24 de Novembro de 2004, data de aniversário da fundação do concelho, a cidade acolheu com entusiasmo e expectativa a apresentação da proposta preliminar de ordenamento (revisão do plano director) do Museu Nacional Ferroviário Armando Ginestal Machado e da Fundação que o vai gerir, sua legítima aspiração desde os anos setenta do século passado. Fonte: Câmara Municipal do Entroncamento
À venda Casa Urbano no centro São João Batista Tomar - localização central, sótão
1.950.000€
thumbÀ venda Casa Urbano no centro São João Batista Tomar - localização central, sótão
0
t1t2t3t4t5REF RM-120181259-27900m²  1.400m²Venda
Descrição Estamos perante uma propriedade no Centro Histórico de Tomar, constituída por dois artigos: uma casa senhorial projeto de 1945 do Arqº Vasco de Morais Palmeiro Regaleira, uma moradia de dois pisos e um terreno urbano. Esta "propriedade conjunta", com todo o seu espaço e área, é única no centro histórico de Tomar, com uma localização central priveligiada e com um potencial enorme para ser explorada de um ponto de vista turístico. A casa senhorial carateriza-se por ter sido construída em 1946/7 com obras totais de remodelação de 2018, com aproveitamento do sótão. A área bruta de construção é de 558m², tem três pisos e 24 divisões, sendo que são 17 quartos, área total 389m². O piso 0 encontra -se arrendado a um centro de saúde A moradia foi adquirida em 1910, teve obras de remodelação em 1987, a área bruta de construção é de 370m², 2 pisos, 7 divisões, sendo 4 quartos, e a área total é de 1.010m². O terreno urbano tem um índice de construção de 0,8. Description We are looking at a property in the Historic Center of Tomar, consisting of two articles: a manor house designed in 1945 by architect Vasco de Morais Palmeiro Regaleira, a two-story house and an urban plot. This "joint property", with all its space and area, is unique in the historic center of Tomar, with a privileged central location and with enormous potential to be explored from a tourist point of view. The manor house is characterized by having been built in 1946/7 with total renovation works in 2018, including the attic. The gross construction area is 558m², has three floors and 24 rooms, with 17 bedrooms, total area 389m². The level floor is leased to a health center The two-story house was acquired in 1910, had remodeling works in 1987, the gross construction area is 370m², 2 floors, 7 rooms, 4 bedrooms, and the total area is 1,010m². The urban land has a construction index of 0.8. Description Cette propriété est située dans le centre historique de Tomar, composée de deux articles: un manoir conçu en 1945 par l'architecte Vasco de Morais Palmeiro Regaleira, une maison de deux étages et un terrain urbain. Cette «copropriété», avec tout son espace et sa superficie, est unique dans le centre historique de Tomar, avec une situation centrale privilégiée et avec un énorme potentiel à explorer d'un point de vue touristique. Le manoir se caractérise par avoir été construit en 1946/7 avec des travaux de rénovation totale en 2018, avec l'utilisation du grenier. La surface de construction brute est de 558m², a trois étages et 24 pièces, avec 17 chambres, superficie totale 389m². L'étage 0 est loué à un centre de santé La maison a été acquise en 1910, a eu des travaux de rénovation en 1987, la surface de construction brute est de 370m², 2 étages, 7 pièces, 4 chambres et la superficie totale est de 1010m². Le terrain urbain a un indice de construction de 0,8. Beschreibung Es handelt sich um ein Anwesen im historischen Zentrum von Tomar, das aus zwei Gebäuden besteht: ein Herrenhaus, das 1945 vom Architekten Vasco de Morais Palmeiro Regaleira entworfen wurde, ein zweistöckiges Haus und ein städtisches Grundstück. Dieses "Gemeinschaftsgrundstück" ist mit seinem Raum und seiner Fläche einzigartig im historischen Zentrum von Tomar, mit einer privilegierten zentralen Lage und mit einem aus touristischer Sicht enormen Potential. Das im Jahre 1946/7 gebaute Herrenhaus wurde 2018 komplett renoviert, einschließlich des Dachgeschosses. Die Bruttobaufläche beträgt 558m², umfasst drei Etagen und 24 Zimmer, mit 17 Schlafzimmern, Gesamtfläche 389m². Die obere Etage ist zur Zeit an ein Gesundheitszentrum vermietet. Das zweistöckige Haus wurde 1910 erworben im Jahr 1987 umgebaut. Die Bruttobaufläche beträgt 370m², 2 Etagen, 7 Zimmer, 4 Schlafzimmer, und die Gesamtfläche beträgt 1.010m². Das städtische Grundstück hat einen Bauindex von 0,8.
« Anterior1Seguinte »
Condições Gerais | Cookies | Política de Privacidade | Resolução Alternativa de Litígios
Copyright 2005-2022 © GTSoftLab Inc. All rights reserved. (0,051)
Powered by
GTSoftLab